1 de abr de 2012

Meio século! Apenas, meio século!



Quem diria?!
Meio século vividos!
Acabei de completar 50 aninhos e estou comemorando muito!
Se eu chegar a viver até
os 100 anos, isso quer dizer que estou apenas na metade do caminho.
Certamente não chegarei aos 100, é tempo demais para mim.
Estou feliz por chegar até aqui e por estar como estou.
Apesar de ter fibromialgia, e de sofrer em razão dos sintomas desta síndrome, eu estou feliz.
O tempo é um professor maravilhoso!
Estou aprendendo a levar a vida com fibromialgia. Já fiz muitos progressos e este aprendizado é um processo lento que não vai terminar nunca.
A fibromialgia é como uma caixinha de surpresas. Ela vai se retirando de mancinho de forma que você até esquece que ela existe, mas de repente, quando menos se espera, ela reaparece.
Quando me descobri fibromialgica e saía de uma crise, eu pensava assim:
“Eu não tenho fibromialgia! Isso foi alguma coisa que aconteceu e passou... Acabou... Foi-se!”
Coitadinha... Ledo engano... Ela apenas foi devagarinho para seu esconderijo, me deixando em paz, para depois de certo tempo voltar com força total e com todos aqueles “deliciosos” sintomas que já conhecemos.
Dor eu sinto todos os dias! São dores suportáveis, mas que não deixam de ser dores.
Será que estou me acostumando a elas?
Não! Isso faz parte do aprendizado!
Ninguém deve se acostumar a sentir dor, mas é preciso aprender a aceitar esta nova condição, assim fica menos difícil para se suportar todos os sintomas e as crises.
Aceitar esta nova condição, não é o mesmo que concordar ou entender, é apenas, aceitar!
Essa aceitação vai evitar aquele sentimento de revolta, que prejudica ainda mais os sintomas e prolonga a permanência das crises.
Se eu posso aprender a aceitar minha difícil condição como fibromialgica, eu posso aprender a aceitar tudo, inclusive o envelhecimento que é tão natural e inevitável!
Sem modéstia nenhuma, eu admito que sempre me achei linda. Nada extraordinária, apenas linda. Por este motivo, ver meu envelhecimento chegando, deu uma “pirada na minha cabecinha”.
Eu não estava aceitando bem as transformações que passei a ver na minha imagem refletida pelo espelho e entrei em guerra contra ele. Passei por um longo tempo sem me olhar verdadeiramente no espelho, mas agora que o primeiro impacto negativo já passou, eu estou reconhecendo e aceitando essa minha nova imagem. Estou tranqüila e percebi que envelhecer só está me trazendo benefícios, apenas desejo envelhecer em paz e com muita alegria.
O que o passar dos anos me traria de benefícios?
Estou me sentindo mais leve e livre por estar deixando de me preocupar com o que as outras pessoas estão pensando a meu respeito e a respeito da minha aparência.
Não estou mais preocupada em ter que agradar alguém ou a sociedade, agora só quero ser linda para mim e isso está me trazendo mais satisfação do que quando eu me preocupava com a opinião alheia.
Quando eu estiver bem velhinha, quero ser como uma daquelas figuras peculiares que raramente se vê andando por aí. Elas geralmente saem de casa usando uma flor rosa no cabelo, ou quem sabe talvez até no chapéu, um laço azul na blusinha, um lindo par de brincos nas orelhas, um colar no pecoço, uma pulseira no braço, anéis nos dedos, nos pezinhos colocam algo que tenha cor e nada de pretinho básico.
Tudo o que eu usar vai ter que ser bem lindo, colorido e alegre. Serei uma velhinha muito colorida, feliz e de bem com a vida, e já estou estagiando para conseguir isso.
A vaidade perdida em algum tempo e lugar, que não sei bem, quando e onde, está retornando e me transformando em uma 5.0 bem “peruinha”!
Assim vou indo...
O texto acima é de minha autoria.

Se desejar, leia “A passagem dos anos” no link abaixo:

10 comentários:

  1. Olá Cristina ...
    Tudo bem?
    A uns dez anos sinto dores no corpo ... e essas dores vem acompanhadas de uma cansaço, fadiga, parece que meu corpo não suporta, mas depois passa, cansei de ir ao hospital e falarem que eu não tenho nada e me dão uma dose cavalar de analgésico, fora ouvir de médicos que é manha :(.
    Li seu artigo e gostaria de ir a um médico que me orientasse, me falasse realmente o que eu tenho. Se for fibromialgia que eu possa saber como tratar e como fazer as crises serem suportáveis. Se puder me ajudar lhe agradeço. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Si.
      Um dos problemas que fazem uma pessoa com fibromialgia sofrer, é a falta de crédito por parte da família, da sociedade e até de algumas poucas pessoas da área médica.
      O melhor profissional para avaliar se seus sintomas são causados por fibromialgia é o médico reumatologista.
      Se for diagnosticada com fibromialgia, o ideal é ser acompanhada por uma equipe especializada, o que chamam de equipe multidiciplinar (psicólogo, fisiatra, fisioterapeuta, reumatologista...).
      Alguns hospitais já possuem o que chamam de "centros de dor", aonde os pacientes são acompanhados por várias especialidades médicas. Procure um destes locais.
      Desejo-lhe boa sorte.
      Bjs

      Excluir
  2. ## Olá Cristina!
    Amei seu espaço e tudo que ví e lí aqui,eu me interessei porque tenho uma querida amiga que tem depressão e fibromialgia,inclusive vou passar o seu link pra ela tá bom?
    Sabe,ela é muito trabalhadeira,mas a família não reconhece,a depressão veio com a morte de sua mãe,seu esposo não ajuda em nada,agora o filho dando trabalho com drogas,então apareceu a fibromialgia,converso muito com ela que por sinal me admira muito.Eu me separei a 2 anos e pensando no meu filho e em mim,acabei perdoando do fundo da minha alma, somos grandes amigos e pra não ficar doente,entendír que ninguém é de ninguém,hoje meu filho é tudo de bom aos 14 anos é admirado por todos,na escola os professores me dão parabéns e tenho certeza que vai ser assim,sempre pensando em DEUS que me dá forças todos os dias.
    Entendir ainda que não tem um grande problema que não seja resolvido com PAZ e PERDÃO.
    Já te linkei e aproveito e te convido pra me ver,venha fazer parte das minhas amigas,tem sorteio agora pro feriado e quero vc entre elas ok?
    Fiz uma carta kkkkk
    A PAZ DE JESUS!!!!!
    bJOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS ##

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amiga! Adorei vc! Vc é das minhas. Paz é o melhor caminho para resolver tudo! Como seu filho tem uma grande mãe, certamente ele será um grande homem! Obrigada por comentar, por elogiar e por recomendar. O melhor especialista para cuidar de sua amiga é o reumatologista e por ela estar com inúmeros problemas pessoais, eu também recomendo o acompanhamento de um psicólogo, ele pode ajudá-la a aprender a lidar com as dificuldades que surgem e que são inevitáveis. Uma das características das pessoas que desenvolvem fibromialgia é a sensibilidade!
      Obrigada
      Mil bjs prs vc

      Excluir
  3. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!
    - A Fibromialgia, a Depressão e Eu -

    Você continua fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo

    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dário. Adoro o Veja Blog e já tenho o selo, ele está no blog em parceiros. Obrigada por elogiar. Abraços

      Excluir
  4. your blog is amazing!
    I love it! :)

    http://bubblemylicorice.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, garotas! Obrigada!
      Visiteu o blog de vocês e adorei. Muito criativas e verdadeiras! Abraços

      Excluir
  5. Eu costumo chamar essa doença , de Doença da felicidade ! Se voce esta bem , e feliz ela até lhe dá uma folga.
    Chamo também de ladra e perversa já que lhe rouba a vontade de viver, a alegria etc.Dificilmente as pessoas entendem , costuma achar que é loucura , manha etc.
    Tenho um namorado que me apoia e muito(muito mais que filhos...), mas essa doença , acaba por convence até os portadores que são um peso, e assim vem o lado perverso! a gente acaba se afastando das pessoas , até mesmo deixando de reclamar , afinal quem gosta de sempre ouvir as mesmas queixas ?
    São dores insuportáveis ! e voce não qur que lhe vejam assim ! várias vezes optei por tomar até comprimidos de morfina , para parecer melhor e poder viver alguns dias em paz ! não façam isso ! só piorei ! Era um pessoa ativa ! adoro trabalhar!Tenho até uma certa culpa , pois acho que as vezes mesmo sem querer eu acabo, sobrecarregando meu namorado, com tantas queixas ...Mas estou agora tentando reagir...E graças a Deus ainda tenho meu namorado , um anjo ! Mas as vezes chego a achar que atrapalho a vida dele, e fico muito triste !

    ResponderExcluir
  6. Olá, Cleusa. Eu me encontrei em suas palavras! Infelizmente é isso! Nosso sofrimento, as vezes, é tão grande que não conseguimos esconder e acabamos nos tornando pessoas chatas e cansativas. Eu optei por me divorciar porque senti que me tornei um peso para ele e passei a ficar ainda pior com isso. Já que você encontrou um anjo, não deixe que escape ou que saia voando! Não fique triste, porque nossa sina é não sermos compreendidos por aqueles que não tem fibro. Uma boa saída é fazer psicoterapia, no "divã" você se alivia do pesado sofriemnto que as dores causam! Gostei do comentário! Bjs

    ResponderExcluir

Gostou do que viu aqui?
Deixe seu comentário.
Responderei assim que possível.
E não esqueça de recomendar aos seus amigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...