26 de out de 2010

Chama o Dr. Freud



Agora que meus piores problemas estão sendo solucionados e estou mais tranqüila e feliz, eu entro em crise! Nem Dr. Freud conseguiria explicar isso.
Minhas piores dores sempre aparecem depois de passar por algum estresse e para essa crise não tenho explicação. Será um efeito retardado, causado por coisas que andaram acontecendo há dias atrás? Eu já cansei de tentar entender a Fibromialgia, nem os médicos conseguem entender completamente esta doença.
Parece que estou regredindo, minhas dores estão mais fortes, minha memória voltou a falhar, voltei a sentir fraqueza, dor no peito, sinto-me mais cansada, as cólicas abdominais continuam, estou acordando com dores mais fortes que antes e isso tudo não estava mais acontecendo. Comecei a me sentir bastante insegura, na verdade é medo mesmo. Espero que seja uma crise passageira e que meu estado volte a fiçar mais suportável como antes.
Hoje precisei sair e não foi nada fácil. Na volta para casa, depois de subir uma ladeirinha com bastante dificuldade, me veio à mente aquela frase conhecida. “Eu era feliz e não sabia”. Pensei isso ao me lembrar de como eu era antes da Fibromialgia. Era saudável, sem dores, sem limitações, mais disposta e se não fosse pela depressão, provavelmente me sentiria mais feliz também.
Nós sempre somos felizes sem saber, não damos o devido valor ao que temos, vivemos nossos dias sem perceber o quanto tudo pode ser maravilhoso e só percebemos o quanto tudo era bom quando algo não vai bem.
Hoje vivemos uma situação e se amanhã vier a piorar sempre diremos que eramos felizes e não sabíamos! Sendo assim, devemos procurar nos sentir feliz sempre, mesmo estando no fundo de um poço, tentar ver o lado bom das coisas, mesmo que a situação não seja das melhores, porque mesmo não desejando o pior e esperando sempre pelo melhor, infelizmente coisas não muito boas podem vir a acontecer, como no meu caso, a fibromialgia, uma síndrome incapacitante da qual eu nunca havia ouvido falar e nem sequer imaginava que pudesse existir algo desse tipo!
Eu tenho limitações, mas consigo andar, mover meus braços e enxergar. Aceitar e viver com essas limitações que eu não tinha antes, tem sido bem difícil em alguns momentos, imaginem o que sentem as pessoas que sofrem algum acidente e perdem parte dos movimentos ou a visão! Deve ser extremamente difícil aceitar a nova condição!
Moral da história é preciso tentar ser feliz sempre aconteça o que acontecer, não é fácil, mas temos que tentar. Tem apenas um detalhe, uma pessoa só é capaz de perceber isso se não estiver em depressão!
Uma pessoa deprimida não é capaz de sonhar e nem de desejar algo, que dirá ver a realidade, mesmo que esta seja ótima!
Qual é o remédio para a depressão? Só remédio resolve
Psicólogo ajuda, mas se não tomar antidepressivo não há solução! Sem ele só resta o fundo do poço!
O texto acima é de minha autoria.

Conheça um pouco sobre Dr. Sigmund Freud neste link

7 comentários:

  1. AI, CRIS!...
    ULTIMAMENTE, TENHO SIDO A PIOR PESSOA - OU A MELHOR?! - A RESPEITO!...
    SÓ MESMO OLHANDO AS CARINHAS DE OZZY E NANI!
    BEIJOS!
    LELa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Lela.
      Não entendi bem! Mas se for uma pergunta, digo que pelo pouco que a conheço tenho a impressão de que és uma ótima pessoa!!! Bjs

      Excluir
  2. UAU!
    SÓ AGORA REPAREI NA ILUSTRAÇÃO ACIMA.
    CRIS, COMO VOCÊ PÔS O OZZY E A NANI LÁ?!
    AI, QUE FOFOS!
    DETESTO O FREUD!
    SOU MAIS O OZZY.GOSTO MAIS DE SUAS FALAS.
    BEIJOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Lela!
      Além das postagens também crio as imagens que ilustram cada post. O Ozzy e Nani estão em todas, mas um dia contarei melhor essa história. Dê uma olhada no resto das imagens do blog, vai encontrá-los!
      Mil bjs

      Excluir
  3. hoje estou me sentindo incapaz ,talvez por sentir muito a falta do meu pai,talvez pelo alto grau da fibromialgia ai tudo fica complicado.
    mas gostei de ler os seus textos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo(a).
      Crise complica tudo mesmo!
      Sinto muito a falta da minha mãe! É difícil sentir falta de alguém muito querido, mas ainda é melhor sentir falta do que não conseguir sentir nada!
      Digo isso porque tive um pai que não gostava de mim e comecei a viver essa experiência ruim quando ainda era criança, sofri bastante pela rejeição, agressão física e psicológica.
      Por esse motivo, posso dizer com propriedade para que fique feliz por sentir a falta de uma pai que lhe amou e do qual consegue sentir falta.
      Fique tranquilo(a) que as crises podem ser terríveis mas sempre passam. Este é o alento, elas passam! Desejo-lhe melhoras para ontem!
      Muito brigada pela visita e por comentar.
      Abraços

      Excluir

Gostou do que viu aqui?
Deixe seu comentário.
Responderei assim que possível.
E não esqueça de recomendar aos seus amigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...