1 de fev de 2010

Marionete da Fibromialgia



"Boneco de fio" ou "marionete" é um boneco movido por meio de cordões que são manipulados por uma pessoa.
É exatamente assim que ando me sentindo!
A Fibromialgia está comandando totalmente a minha vida. É ela quem decide se vou sair para me divertir um pouco, se vou cuidar da minha casa, se vou namorar, se vou conseguir fazer o almoço e lavar a louça. Todas essas coisas são do cotidiano e muito simples de serem feitas, mas em determinados dias fica impossível realizar qualquer uma delas!
Fiquei impressionada quando me dei conta de que não passo por nenhum momento do meu dia sem pensar nela ou sem lembrar que ela existe. Sinto dor todos os dias e não adianta tomar os remédios porque eles não tiram a dor totalmente, só ameniza um pouco, com ou sem eles não muda muita coisa, então acabo decidindo por não toma-los para não ficar me intoxicando por tão pouco.
Quando preciso sair por algum motivo sei que quando retornar não vou conseguir fazer nada por causa do cansaço, mas o pior fica para o dia seguinte que é quando vou sentir as dores pelo corpo.
O pior é quando passo por alguma situação estressante. Digam-me, quem é nesta vida que está livre disso? Eu costumo dizer brincando que gostaria de ser um bichinho porque ser uma pessoa é muito difícil.
Ando fazendo de tudo para evitar tais situações, mas tem horas que não tem para onde correr. Todo mundo tem problemas para resolver e quando aparece algum é no dia seguinte que pago por todos os meus pecados.
É por causa de estresse que vêm as piores dores. Elas são diferentes das dores causadas por andar ou por fazer outras coisas. As dores do estresse são mais fortes e acontecem na região do quadril e vão se disseminando para as pernas.
Em fevereiro vai começar uma nova fase do meu novo tratamento para a fibromialgia e terei três ou quatro dias da semana comprometidos com ele. Não estou reclamando, longe disso, tenho esperança de poder me sentir bem melhor com ele. O que não estou gostando é de ser manipulada por esta síndrome cruel.
Tenho que me tratar e por isso estou deixando de fazer muitas outras coisas importantes para mim, como por exemplo, estudar que é a fundamental. Tenho certeza de que não daria conta de cuidar da minha casa, família, fazer o tratamento e estudar. Tenho evitado ao máximo me sobrecarregar para não ficar estressada e consequentemente sentir dores mais fortes.
Estou muito entusiasmada e esperançosa com o meu novo tratamento, mas tenho receio de que não vou mais me livrar desta síndrome porque é isso que é dito dela.
Uma vez fibromialgica
Fibromialgica até morrer
A fibromialgia me trouxe pelo menos uma coisa boa, estou conseguindo mudar a maneira de ver e de reagir a certas coisas, mas este assunto vai ficar para uma próxima.
O texto acima é de minha autoria.

Quem tiver alguma duvida sobre dor e necessita de informações sobre o assunto deve dar uma olhada no site da fisiatra Dra. Thais Saron.

* * * * *

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do que viu aqui?
Deixe seu comentário.
Responderei assim que possível.
E não esqueça de recomendar aos seus amigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...