12 de jan de 2011

Energias trocadas

Assim como todo mundo, já convivi com vários tipos de pessoas e como não sou psicóloga e nem psiquiatra não tenho condições de classificar ninguem.
Achei difícil o convívio com uma pessoa que dizia saber que era “pesada”. Fiquei surpresa ao ver que ela tinha esta consciência. Eu me perguntava, por que então, ela não procurava agir de outra forma já que sabia desta sua característica? Talvez ela fosse feliz assim.
Ela não era “pesada” apenas no trabalho, em sua vida pessoal também. Ela tinha algumas atitudes que afastavam as pessoas. A impressão que eu tinha, era de que ela estava rodeada por pessoas que tinham algum interesse e não por gostarem dela. É claro que ela não tinha apenas defeitos, era uma pessoa excelente, mas muito anciosa e estressada, e para mim era muito difícil lidar com isso.
A palavra “pesada” que ela usava era perfeita porque em certos dias eu saia do escritório me sentindo sobrecarregada de uma energia que eu não gostava, muito diferente da minha. Provavelmente eu saía de lá ”pesada”! E demorava algumas horas para eu recuperar meu equilíbrio novamente.
Já me ocorreu várias vezes, de ter conversado com pessoas que nunca vi na vida e depois de me afastar delas, eu sentia como se tivessem colocado um peso enorme nas minhas costas. Para me livrar desta sensação era preciso eu me dirigir a um local quieto e calmo, onde eu pudesse me sentir sozinha e ficar ali por algum tempo para me recuparar.
Por passar por estas esperiencias e outras coisas bem estranhas, percebo que de alguma forma eu absorvo a energia das pessoas, e esta tanto pode ser boa como ruin. Não sei se estas energias mudam de acordo com o dia das pessoas que pode estar sendo bom ou ruim, ou se são sempre as mesmas. E certamente deve ocorrer uma troca de energias, porque duas coisas não podem ocupar o mesmo espaço.
O que será que eu ando passando para as pessoas?
Será que, prestando atenção, é possível perceber qual é a energia das pessoas para tentar evitar isso? Ou continuarei absorvendo coisas que não gosto.
Não vejo pessoas dizendo que sentem isso. Na verdade evito falar sobre isso imaginando que muitos podem achar que sou meio doida.
Não sei se esta energia a qual me refiro tem alguma coisa a ver com o espírito e se estão interligadas ou não. O que sei é que sou vulnerável a isso e gostaria de saber como me proteger.
Somos influenciados diariamente pela energia das pessoas com quem convivemos, podemos ser “contaminados” de forma positiva ou negativa e podemos passar a viver em ritmos que não condizem conosco.
Não é fácil perceber isso, principalmente se estamos emocionalmente envolvidos. As coisas vão mudando lentamente e não notamos se está sendo bom ou ruim para nós, e quando nos damos conta, porque algo não está bom, já estamos bem incomodados.
Moral da história... O melhor é ficarmos alerta.
O texto acima é de minha autoria.

Neste link encontrei um texto budista sobre energia. Vale a pena ver.

2 comentários:

  1. Cris, eu acredito d+ em energia e principalmente na troca dela... sou super sensível pra sentir e acredito q pra passar a minha tb(boa ou ruim depende do momento q estou.)
    De resto, é a velha historia : "Orai e vigia"
    Assumindo aqui q tenho dificuldade nisto, me envolvo na energia alheia (de novo, boa ou ruim)super fácil...
    Preciso aprender a administrar melhor isto ;)
    Adorei o texto busdita :)
    Bjão!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Daniela. É difícil não se envolver quando se tem boas intenções, o mais difícil é saber que nem sempre os outros estão nesta mesma sintonia. Mil bjs

    ResponderExcluir

Gostou do que viu aqui?
Deixe seu comentário.
Responderei assim que possível.
E não esqueça de recomendar aos seus amigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...