17 de dez de 2016

Dor e hipertensão

Olá, meus queridos leitores deste dolorido blog.
Espero que estejam conseguindo se manter firmes, apesar dos problemas referentes à saúde, como também aos relacionados com a crise em curso no nosso país.

 
Então... Depois de dois anos e dois meses sem postar, fica difícil esclarecer meu sumiço, mas tudo sempre tem uma boa explicação, o caso é que ela ainda não vem neste post. Tenho algo muito importante a dizer sobre isso, mas não será agora!!!

Agora venho relatar uma questão dolorosa que me deixou bem assustada!
No dia oito, estando no trabalho, de repente comecei a me sentir mal, senti uma vertigem bem forte e logo em seguida comecei a sentir dor no braço esquerdo e fiquei meio zonza! Nunca havia sentido uma tontura tão forte. Nunca desmaiei na vida e fiquei com muito medo de estar prestes a desmaiar!
Fiquei muito assustada! Todos sabemos o que quer dizer dor no braço esquerdo! Probabilidade de estar infartando! Meu Deus!
Não falei nada para não deixar as pessoas assustadas e tentei me acalmar de todas as formas. Faltava apenas meia hora para eu sair do trabalho para então, poder me dirigir a algum hospital. Consegui me acalmar porque a tontura foi um episódio passageiro, mas a dor no braço continuou. Eu sabia que estes sintomas poderiam estar sendo causados pela subida rápida da pressão arterial e senti medo.
Eu não tinha passado por nenhum evento estressante naquele dia e também não estava nervosa! Não entendi porque isso estava acontecendo. E a dor no braço continuava a me preocupar e assustar!
O fator que me deixa muito preocupada quando se trata de pressão alta é que tenho histórico familiar relacionado, minha mãe era hipertensa e meu pai faleceu de infarto aos cinquenta e poucos anos.
Foram trinta minutos muito longos e assustadores!
Depois de sair do trabalho, ainda passei em casa para cuidar dos meus peludos e em seguida saí diretamente para o pronto socorro.
Chegando lá, logo na triagem foi constatado que minha pressão havia subido e estava alta em 16/9! Normalmente minha pressão fica em 12/8.
No atendimento a médica disse: “Não quero te deixar assustada... Vamos fazer exames”.
Claro que fiquei assustada e nem adiantava perguntar qualquer coisa, porque médico não responde perguntas sem resultado de exame nas mãos. Não tiro a razão deles. A única opção era esperar os resultados!
Fui medicada com um comprimido para abaixar a pressão, fizeram eletrocardiograma e um exame de sangue que detecta se a pessoa está infartando naquele momento, e o resultado dos dois saiu normal, graças a Deus!!!
Fiquei em observação, e na saída a médica recomendou que eu fizesse um check-up assim que possível, para averiguar melhor.
No dia seguinte, corri agendar cardiologista e consegui consulta para o dia dezenove de dezembro. Como prevenção, resolvi comprar um hipertensivo para levar comigo na bolsa e usar se algo parecido viesse a acontecer novamente.

É, mas as coisas não ficaram apenas por aí não!
Dois dias atrás, mais precisamente no dia quatorze, novamente no trabalho, comecei a passar mal. Desta vez, senti uma tontura bem mais leve que passou logo, mas apareceu uma dor no peito do lado esquerdo que respondia para as costas e pouquíssima dor no braço esquerdo, quase nada.
Mas que coisa!!! Novamente, susto e medo, agora com o agravante da dor no peito!!! Meu Deus!!
A diferença, é que desta vez, eu tinha na bolsa um hipertensivo, que tomei imediatamente e foi um fator tranquilizador sobre meu emocional!
Fui levando até poder sair do trabalho. Saí, fui cuidar dos meus bebês peludos e segui para o pronto socorro.
Desta vez, fui a outro hospital, me dirigi a um que me disseram estar muito melhor que aquele para onde fui na ocasião anterior.
Fiz a coisa certa! Desta vez, tive esclarecimento sobre o que estava ocorrendo comigo!!!
Chegando lá, foi a mesma coisa, na triagem diagnóstico de pressão alta em 14/9, nem tão alta desta vez porque já tinha tomado hipertensivo a duas horas. Fizeram eletrocardiograma e o exame de sangue para descartar infarto. Tudo negativo, graças a Deus!!!
A diferença gritante foi o atendimento dos médicos! Os dois que me atenderam, o primeiro na entrada e o seguindo no retorno, fizeram um interrogatório comigo, muitas perguntas e conversa longa!!!
O segundo médico que me atendeu no retorno, já pegou meu prontuário bem recheado e acabou de completar com mais perguntas, examinou a parte dolorida do peito e do braço esquerdo, e diagnosticou que estou com a musculatura desta região bem inflamada, causando dor e elevação da pressão arterial!
Mas como assim doutor? Pressão alta por dor?
“Sim”. Respondeu.
Então, diante disso doutor, preciso perguntar! A pressão se eleva porque a dor abala o emocional ou por uma reação do organismo?
Pasmem!!! A resposta foi que, em caso de dor, ela sobe por uma reação do organismo.
Jamais imaginei que a pressão pode subir em caso de dor!!!
O doutor explicou que alguns tipos de dor podem causar hipertensão, mas não em todas as pessoas. Fiquei feliz por não estar correndo nenhum risco cardíaco!!!
Mesmo assim, irei na consulta agendada para fazer um check-up. Depois dos “enta”, isso deve se tornar rotina.
Saí do hospital com uma receita de anti-inflamatório para tomar por cinco dias e um hipertensivo mais adequado, para tomar apenas se tiver alguma emergência.
Hoje é o segundo dia do anti-inflamatório, ainda sinto dor, mas está bem melhor.

Conclusão: Médicos seguros e competentes, paciente bem atendido e tratado corretamente, pessoa melhorando e sentindo-se mais tranquila e segura!!!
Parabéns aos médicos e ao pronto socorro do Hospital Bandeirantes da Rua da Glória em São Paulo!!!

Vejam só, como anda nossa saúde e nossos médicos! Precisei ir duas vezes ao pronto socorro pelo mesmo problema para ter ele solucionado! Lembrando bem que, fui a dois hospitais do convênio que pago com bastante sacrifício! Imaginem o que passam as pessoas que usam o serviço público de saúde que está pior que precário!!!

Depois de tudo isso, fiquei me perguntado porque adquiri esta inflamação. Analisando o que tenho feito, conclui que deve ter sido no dia em que precisei passar um remédio na alergia de pele da minha cachorrinha, tive que ficar segurando ela numa posição estranha até secar o medicamento para evitar que lambesse o remédio. Ela pesa por volta de cinco quilos. Provavelmente fiquei segurando-a de mau jeito e isso deve ter causado a inflamação!!!
E que dor danada de forte!!!
De uma coisa eu tenho certeza, se meus músculos e nervos estivessem em boa forma, jamais teriam inflamado!!!
Conclusão: Preciso fazer atividade física urgente!
Fator agravante: Detesto atividade física!!!
Preciso mudar meu comportamento!!!

Depois dessa história toda, digo para ficarem atentos e conscientes de que, muitas pessoas portadoras de fibromialgia podem ter eventos de hipertensão causados por dor forte!!!
Lembro-me muito bem, de que na pior fase da minha vida, quando estava muito afetada pela fibromialgia, fui parar algumas vezes ao pronto socorro por causa de pressão alta sem explicação, mas agora, depois do que me ocorreu nestes dias, com a explicação do médico, sei que certamente a hipertensão acontecia por causa das fortes dores!

Amigos, cuidem-se bem, fiquem com Deus e que consigam melhoras em todos os sintomas.
Comentem abaixo deste post, se desejarem. Responderei, assim que possível, com certeza.

Abraços a todos e até a próxima!

O texto acima é de minha autoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do que viu aqui?
Deixe seu comentário.
Responderei assim que possível.
E não esqueça de recomendar aos seus amigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...